Alerta: Bullying não é brincadeira

12:23



Hoje eu estava lendo uma matéria no jornal da minha cidade e resolvi falar um pouco sobre isso com vocês. O Bullying é um assunto muito sério, não pode ser levado na brincadeira pois milhares de pessoas passam por isso e muitas delas acabam cometendo suicídio. 

Imagine-se dentro de uma sala de aula. As portas estão fechadas e não há professor com vocês. Ninguém lá dentro gosta de você, ou pelo menos demonstram não gostar. Eles inventam um apelido pra você, mas não qualquer um, é um apelido feito especialmente para te afetar de alguma forma. Eles te batem e saem correndo. Cospem em você e nas suas coisas, e como se não bastasse te perseguem e te ameaçam, caso você conte para alguém. 

Por incrível que pareça, essa é a realidade enfrentada por milhares de pessoas, principalmente por crianças do ensino fundamental ao médio. O bullying é uma palavra em inglês sem tradução exata para o português, mas pode ser entendido como todo ato de agressão física ou psicológica que acontece repetidas vezes. O agressor não tem limites, e quando percebe o efeito de seus atos, provoca ainda mais, ele fica satisfeito ao humilhar alguém na frente de todo mundo.  Eu acho que toda pessoa que passa por isso pensa ou tenta se matar, porque é uma situação sufocadora, você não pode contar pra ninguém, porque senão as agressões ficam piores. 

Há quem pense que o bullying acontece somente em países nórdicos, mas não é bem assim. O Brasil é o quarto país com maior índice de bullying, cerca de 40% dos adolescentes já sofreram ou ainda sofrem algum tipo de agressão. A cada dez adolescentes, três são perseguidos diariamente, sendo provocados, ameaçados e tratados com palavras de baixo calão.

Os índices tornam-se ainda mais assustadores quando comparamos os dias atuais com a década anterior. O número de suicídios, inicialmente provocados por adolescentes com idade entre 10 e 19 anos aumentou demasiadamente. Em dez anos foram registrados cerca de 11.821 suicídios, segundo a Organização Mundial da Saúde.

Apesar de ser algo frequente no Brasil, ainda não há programas ou serviços para ajudar aqueles que sofrem bullying, mas alguns projetos já estão sendo estudados. Mas eu não acho que seja necessário criar um programa pra ajudar aqueles que sofrem, o programa tem que ser criado pra impedir quem pratica o bullying, porque pra ajudar quem sofre é bem simples, muitas vezes tudo o que precisamos é de um abraço sincero.

Vale lembrar que o bullying é considerado crime e já tem até lei para tentar solucionar o problema.Caso você seja alvo do bullying ou conheça alguém que passe por estas situações, você pode denunciar, nenhuma criança ou adolescente deve ficar sem ajuda. Existe um serviço para que você denuncie casos como este, o Disque100. Nele você liga, faz a denuncia e pode acompanhar o andamento do caso pelo site.

O que vocês acham sobre o assunto? Já sofreram ou conhece alguém que já sofreu bullying? Comenta nos comentários.

Mil beijos, Be. 

You Might Also Like

2 comentários

Frase do Dia

"Guarda-me, ó Deus,
porque em Ti
confio"